sábado, dezembro 08, 2012

Riquezas Esquecidas

Anos atrás um abastado cavalheiro inglês adoeceu e morreu. Ao chegar o dia da leitura de seu testamento e da partilha da fortuna que deixara, sua filha predileta teve a amarga decepção. Dizia o pai, no testamento, que ela devia receber "Minha Bíblia e tudo que ela contém". Embora soubesse que o pai fora devotado estudioso da Bíblia, e que esse Livro era sempre por ele tido como um tesouro, escondeu-o ela no fundo de um velho baú e continuou a viver como dantes.

Após algum tempo, a adversidade começou a seguir-lhe os passos. A saúde precária e outras dificuldades reduziram–na à pobreza. Alquebrada física e espiritualmente, procurou, desesperada, uma solução aos seus problemas. Depois de tentar todos os meios ao seu alcance, resolveu recorrer à Bíblia de seu pai, para ver se ela a ajudaria a vencer as dificuldades. Imaginai sua surpresa ao folhear aquele Livro esquecido e descobrir, entre muitas de suas páginas, vultuosos cheques de banco! Era rica havia muito, e não se apercebera de sua boa fortuna por não ter entendido as palavras do pai, ao legar-lhe “Minha Bíblia e tudo que ela contém”.


Deixou-nos nosso Pai celestial um grande tesouro nas páginas deste Livro maravilhoso. Talvez não encontrarei notas de banco entre as páginas da Bíblia, mas podeis encontrar paz, alegria, esperança, fé e vida eterna ao lerdes o seu conteúdo. Tesouros inapreciáveis! Riquezas esquecidas! Que tesouro maior poderia um homem desejar? Muito milionário trocaria sua fortuna por esses valores.

Triste é dizer, milhões de pessoas se acabrunham e amargam a vida porque não aprendem como encontrar no “bom Livro antigo” a solução de suas dificuldades. Demasiada TV, ocupações demasiadas e demasiados problemas para resolver, tem roubado à humanidade o tempo necessário para deixar que Deus lhes fale ao coração e à mente por meio da Sua Palavra.

Unamo-nos na busca da verdade e dos tesouros escondidos, ao tratarmos de descobrir o que a Bíblia nos dia a seu próprio respeito.

Extraído - Autor desconhecido

0 comentários:

Postar um comentário