quarta-feira, janeiro 29, 2014

A vida como Deus planejou

... Há de nascer um fruto como resultado da dor humana. Porque existem em todos nós uma tensão criativa entre o pensamento da desistência e a atitude de não se entregar. Os pensamentos são, por vezes, muito fortes na linha do abandono. Mas parece que, procedente da nossa alma criada por Deus, reside um poder de desejar seguir em frente apesar de tudo. Tiago diz que a nossa fé em Cristo ganha forças justamente por causa das pressões da existência. Se tornou lugar comum dizer que nós só procuramos a Deus quando estamos debaixo de uma grande provação. E essa tendência explica porque optamos em procurar ajuda do Criador, a fé, em vez de aceitarmos o nosso fim como destino selado.  As dificuldades são o motor da fé. Elas é quem fazem a engrenagem da confiança nas promessas de Deus entrarem em movimento ...


Café com Deus

0 comentários:

Postar um comentário